Oração pela paz


Amanhã, 20 de setembro de 2016, celebrar-se-á o Dia de oração pela Paz, simultaneamente com o Encontro inter-religioso, presidido pelo Papa Francisco em Assis, em Assis (Itália). A iniciativa do Dia de oração é proposta a todas as Igrejas particulares, a convite do Papa: “A paz é um dom de Deus, mas confiado a todos os homens e mulheres, que são chamados a realizá-lo, também invocando-o com a oração. Por isso acompanharemos com a oração da comunidade eclesial o encontro de Assis”.

Madre Yvonne Reungoat, Superiora geral do Instituto das Filhas de Maria Auxiliadora, escrive de Assis, onde se encontra para participar neste Encontro Internacional de oração pela paz. Apela toas as FMA e comunidades educativas do mundo a unir-se em oração, correspondendo ao convite do Papa, para invocar o grande dom da paz.

 

Queridas Irmãs,

Venho a vós de Assis onde me encontro para o Encontro Internacional de oração pela paz. Participo neste acontecimento, querido por S. João Paulo II há trinta anos, em nome do Instituto. É uma experiência profundamente significativa pela sua dimensão ecuménica e inter-religiosa que nos une na oração e na reflexão sobre a paz proposta por vozes autorizadas.

No Angelus do domingo passado – 18 de setembro –, o santo Padre pediu para rezar pela paz dum modo especial na terça-feira, 20, em plena comunhão com os Representantes de várias religiões e culturas presentes em Assis: «Convido as paróquias, as associações eclesiais e os fiéis do mundo inteiro a viver esse dia como um Dia de oração pela paz. Hoje mais que nunca precisamos da paz, nesta guerra que está em todo o lado no mundo. Rezemos pela paz! A exemplo de S. Francisco, homem de fraternidade e de mansidão, somos todos chamados a oferecer ao mundo um forte testemunho do nosso empenho comum pela paz e a reconciliação entre os povos. Assim na terça-feira, todos unidos em oração: cada um arranje um tempo, aquele que puder, para rezar pela paz. Toda a gente».

 

Respondendo com coração generoso ao convite do Papa Francisco, peço a todas vós para se unirem em oração também com os jovens e os leigos, para invocar o grande dom da paz.

Permito-me de pedir a cada uma que, para além da oração, exista da parte de todas o empenho em ser “artífices de paz”, purificando o coração de todo o sentimento que pode ferir ou impedir que a paz se realize. É uma pequena gota, mas preciosa, que podemos deitar no grande mar do mundo neste momento tão borrascoso.

Peçamos com muita confiança a Maria, Rainha da paz, que obtenha para toda a Família humana este grande dom do qual todos, em particular os jovens, precisam para olhar o futuro com esperança.

Senti-me profundamente unida a vós e agradecida por esta cadeia de solidariedade espiritual que exprimis com gestos concretos de vida.

Saúdo-vos com afeto.

Assis, 19 de setembro de 2016

Ir. Yvonne Reungoat fma

Últimas notícias

%d bloggers like this: