A minha Vocação


salesianas-aminhavocacao

Testemunho Vocacional

“Ser de Jesus e viver de modo salesiano”

Olá sou a Diana, tenho 24 anos. Fui aluna de uma escola salesiana. Depois de cinco anos de formação, em que, através do acompanhamento, oração, discernimento, experiência de vida salesiana, refleti sobre o que fazer da vida – qual seria a vontade de Deus a meu respeito.

O dia 5 de agosto de 2018 foi muito importante e decisivo para mim. Fiz a minha Primeira Profissão Religiosa como Filha de Maria Auxiliadora. Vocês estarão a pensar o que é isto? É a celebração de consagração a Deus, na qual Lhe entreguei a minha vida, para seguir mais de perto Jesus, percorrendo as pegadas de dom Bosco e de Madre Mazzarello – viver a vida ao serviço da salvação dos jovens.

A minha decisão é a resposta à generosidade com que Deus me ama e que me desafia a segui-Lo através de três compromissos que se chamam votos de castidade, pobreza e obediência. A castidade consiste em ter o coração livre; não se trata de não amar, mas de não me prender a ninguém em especial, para amar a todos gratuitamente, sabendo que pertenço a Jesus a quem entreguei a minha vida. A pobreza não é não possuir coisas, mas ser livre de viver sem tudo aquilo que desejo e gosto; é colocar ao serviço da missão tudo aquilo que sou, talentos e limitações, tempo e bens. A obediência não é não ter vontade própria, mas estar disposta a tudo e viver bem aquilo que o dia-a-dia oferece.

Tudo isto é fácil e imediato? Não, e ainda bem porque caso contrário a vida não era aquele grande desafio que merece ser vivido. Não acham?

A meta da minha vocação e da vossa, é a santidade vivida no quotidiano, feita de passos pequenos e simples.

Agora começa uma grande aventura: ser de Jesus e viver de modo salesiano até ao último respiro, pela salvação dos jovens principalmente dos mais pobres: Da mihi animas coetera Tolle.

Ir. Diana Arrobas