Ser criança…


Dia da criança 2020

Hoje pediram-me para falar sobre um tema que faz parte da minha vida, faz ou fez parte da vida de toda a gente, mas da minha faz parte todos os dias! Criança, ser criança, ter sido criança…como todos fui criança, fui uma criança feliz, sim posso dizer que sim! Brinquei muito, ao faz de conta queria ser cabeleireira, queria ser cantora e bailarina. Corri, saltei e caí, caí andar de triciclo, a andar de bicicleta…marcas que ainda hoje tenho no queixo! Mascarei-me no carnaval das minhas personagens preferidas umas vezes, outras do que podia ser, mas sempre com um sorriso no rosto, pronta para me divertir com amigos que ficarão sempre guardados na memória da minha infância. Na memória da minha infância também estão guardados os cozinhados que o meu querido pai fazia, com tanto cuidado, que tudo fazia para eu não sentir falta da minha mãe, nessa altura a trabalhar à noite…guardados também estão os nossos serões, eu a fazer-lhe a barba com um pedaço de cartolina, a dançar em cima dos seus pés e as idas ao hipermercado em família…e os miminhos da minha mãe, os brinquedos preferidos e aquelas calças que eu tanto queria! Ser criança no tempo em que fui criança, ser uma criança feliz, onde nada me faltou, fez de mim o que sou hoje…fez de mim aquilo que eu quis ser hoje! Educadora, esposa, mãe…

Mas o ser educadora permite-me viver parte do meu dia num mundo encantado, onde moram as princesas, príncipes e dragões, onde as crianças são presença constante. Onde em cada dia, descubro a minha criança, que vive dentro de mim e me faz ser o que sou hoje. Neste mundo feito de brincadeiras, gargalhadas, sentimentos, emoções e aprendizagens, aprendizagens em todos os sentidos, pois não paramos nunca de aprender e as crianças ensinam tanto todos os dias! Não trocava esta presença por nada, este convívio tão verdadeiro e genuíno de trocas de saberes que culminam num crescimento como pessoa, como ser humano.

E esta paixão pelas crianças, fez com que também quisesse ter as minhas, numa família abençoada por Deus, onde este é presença constante. Onde o sonho de ter dois filhos foi-me concedido, assim como ter um menino e uma menina…

A minha paixão pelas crianças fez-me querer ser mãe, sem nunca deixar de ser criança na partilha de brincadeiras, disparates, saberes, valores e tanto mais…Mostrar-lhes que por mais que cresçamos, nunca devemos deixar de ser crianças.

Neste dia especial, neste dia da criança, vamos ser crianças e recordar tudo aquilo que nos fazia ser felizes, muitas vezes tão pouco…vamos ser crianças de novo e voltar àquele mundo encantado onde tudo podia acontecer, onde tudo era mágico. Vamos voltar a ser crianças e festejar todas as pequenas conquistas, sem pensar em mais nada. Vamos dar valor ao que realmente importa e faz falta, protegermos as nossas crianças, aquelas que fazem parte da nossa vida sem nunca deixarmos de ser nós próprias um pouquinho crianças num mundo, muitas vezes, um pouco confuso.

Sara Barros, Educadora ENSF

Últimas notícias