Com os jovens e para os jovens – Conselho MJS e a Assembleia MJS, Mogofores, 9 e 10 de novembro


Um ano depois da eleição dos novos membros do Conselho MJS – Sílvio Monteiro, Salomé Fonseca, Catarina Barreto, João Gonçalves, João Fialho, Rui Madeira – realizou-se a primeira reunião presencial, em Mogofores, num culminar de ideias e projetos que se foram partilhando “virtualmente” desde o início de outubro, entre os jovens, a Coordenadora FMA e o Delegado SDB. Desde a avaliação sempre pertinente das iniciativas do MJS, à reflexão sobre a realidade do MJS em Portugal e aos tempos de oração e convívio, o dia foi grandioso. No final da tarde estava quase tudo preparado para apresentar e dinamizar na Assembleia Nacional do Movimento Juvenil Salesiano.

 

Como forma de preparar melhor a Assembleia, tinha sido pedido aos jovens e coordenadores/as de pastoral dos centros FMA e SDB para refletir um pouco na realidade local e nacional do Movimento Juvenil Salesiano. As respostas foram significativas, vindas de quase todos os centros e tal permitiu um documento de trabalho consistente. O Conselho MJS refletiu sobre as respostas e preparou as linhas de ação a apresentar à Assembleia – os Compromissos que o Conselho MJS se propõe assumir e as Propostas a levar à prática, com a ajuda de todos, nos próximos 2 anos.

 

Os compromissos assumidos pelos jovens membros do Conselho, vão desde a participação em todos os encontros MJS e presenças nos centros, à constituição de uma base de dados do MJS/Pastoral Juvenil e de um local de partilha de informações e subsídios e ao empenho em ter sempre Jesus Cristo como o centro das propostas.

 

Entre as propostas assumidas, o Conselho quer empenhar-se em preparar um subsídio para a Quaresma; analisar e fazer propostas direcionadas a jovens adultos, a apresentar aos Coordenadores de Pastoral pós-Dia MJS; e criar itinerários pré e pós encontros, de forma a fomentar a continuidade e a ajudar os centros a ter especial atenção na preparação dos jovens participantes.

O grupo de 50 participantes, entre FMA, SDB e Jovens, chegou ao final do dia de domingo com a gratidão e a esperança no olhar. As ideias, os sonhos e as esperanças que os jovens, e não tão jovens em idade, partilharam na Assembleia continuam no dia a dia a necessitar da nossa oração e entrega. A beleza do caminho a que o MJS se propôs precisa de ser alimentado no encontro com o Senhor e na fraternidade nos centros/comunidades. Os próprios jovens recordaram-nos que necessitam destes espaços “vocacionais” nos centros. Só assim, serão mais fecundos o discernimento e os passos concretos a dar, a fim de que o MJS seja mais o que deve ser. Que Maria Auxiliadora nos acompanhe e conduza.

 

Ir. Alzira Sousa

Últimas notícias

%d bloggers like this: